O peculiar detetive L é sem dúvida um dos personagens mais populares de Death Note, mangá de Tsugumi Ohba e ilustrado por Takeshi Obata que originou um anime homônimo de grande sucesso.

Sua aura misteriosa, seus métodos peculiares e seus modos idiossincrásicos (que incluem uma postura incomum e um vício irrefreável por doces) são características marcantes do personagem.

Durante um painel de Death Note na San Diego Comic-Con, o ator Lakeith Stanfield, que interpreta o detetive na adaptação da Netflix, falou um pouco sobre o visual de seu personagem no filme.

De acordo com o ator, o esforço de L em manter sua identidade em segredo é ostensivamente representado pela máscara usada pelo personagem.

Não era exatamente confortável. Mas eu me comprometi, então fui até o fim.

Na versão da Netflix, o protagonista é Light Turner (Nat Wolff), um estudante de Ensino Médio de Seattle que sofre com bullying e usa um caderno sobrenatural que o lhe dá o poder de matar qualquer pessoa apenas escrevendo seu nome e mentalizando seu rosto para se livrar de seus detratores.

Quando Light começa a usar o Death Note em escala global para trazer justiça ao mundo, ele cai no radar de L, que acredita que ele é somente mais um criminoso a ser capturado.

Ele (L) tem uma mente incrível que é muito atraente, ele tem a habilidade de fazer coisa que uma mente normal não conseguiria. E me identifico com o fato de ele ser socialmente inepto. Eu também me sinto muito socialmente descolado e sinto que nem sempre me adéquo. Mas ele não percebe isso, e isso é o que faz gostar dele, pois ele é inconveniente porque não vê a necessidade de seguir as convenções sociais. E achei isso bem legal: você pode ser muito esperto, mas não ser um cara maneiro do modo convencional.

Stanfield disse que foi especialmente cuidadoso ao  criar a maneira como L se move. Ao ficar em pé, seu personagem tem má postura, como a versão do anime, porém, ao perseguir um suspeito, sua ele se torna mais esbelto e ágil.

Sua cena favorita do filme é o primeiro encontro cara a cara entre L e Light em um restaurante. Ao invés de se sentar, o detetive se empoleira na cadeira, olhando fixamente para o garoto.

O raciocínio de L é bem metódico e acho que recriássemos isso fisicamente com o modo em que se senta, seria bem legal, se senta daquela maneira. Mas às vezes ele repentinamente se desvia de seus padrões e há elementos de surpresa, o que também é um aspecto admirável do personagem. Você nunca sabe qual será o próximo passo de L, nem o que ele está pensando.

Dirigido por Adam Wingard (O Hóspede e Bruxa de Blair), o elenco do filme também conta com Shea Whigham, Margaret Qualley e Masi Oka.

Death Note será disponibilizado na Netflix a partir do dia 25 de agosto.

Fonte

Siga Geekdama nas redes sociais!