Desde a primeira aparição do trailer na The Game Awards ninguém entendeu nada sobre Death Stranding. Hideo Kojima, o diretor da produtora do jogo Kojima Productions, teve uma entrevista com a IGN para esclarecer um pouco mais o gameplay e enredo.

“Os jogos começaram há mais de 40 anos com os arcades. Quando o jogador morre, é game over. Você continua, e o tempo volta para antes de você morrer. Você pode morrer quantas vezes quiser, mas você sempre volta um pouco atrás no tempo antes de morrer. É uma mecânica feita especialmente para a obtenção de dinheiro, e isso não mudou desde aquela época.”

De acordo com a IGN, a morte no jogo funciona da seguinte maneira: “Quando você estiver pronto para retornar ao mundo dos vivos, você pode voltar para o seu corpo. Porém, a contrário da maioria dos jogos que te coloca em um momento antes de morrer, Death Stranding reconhece sua derrota, e parece até mesmo encará-la de braços abertos. Você é transportado de volta ao mundo após a morte – como em Dark Souls ou roguelikes – quando suas ações mantêm uma aura de persistência. A mecânica de “morrer” é ubíqua em jogos, mas parece que Kojima está implementando sistemas inspirados em purgatório e reincarnação.”

Kojima também fala sobre a misteriosa chuva, que parece ter o poder de manipular o tempo, envelhecendo tudo que toca. A chuva é chamada de “Timefall”, e faz parte do enredo do jogo. “Quase todos os personagens no jogo estão cientes da chuva” diz Kojima.

E por fim, há o bebê que Norman Reedus segura no trailer, mas que ninguém sabe a identidade nem seu propósito. Kojima explicou, dizendo que “o bebê tem relação direta com a mecânica do jogo, e também com o enredo como um todo”

Fonte

Siga Geekdama nas redes sociais!