Antes do início da 5ª temporada, o escritor George R. R. Martin alertou que haveriam mortes na série que não estavam nos livros e no 9º episódio da temporada, vimos que ele não estava mentindo.

Enquanto em As Crônicas de Gelo e Fogo Stannis Baratheon deixa Selyse, Shireen e Melisandre em Castle Black enquanto parte para sua campanha militar contra os Bolton em Winterfell, na série ele não só as levou consigo, como também sacrificou sua filha a R’hllor em uma tentativa de reverter a sorte ao seu favor após os prejuízos sofridos em um ataque sorrateiro dos Bolton aos suprimentos e cavalos de seu exército.

A cena chocou e revoltou espectadores da série e, acima de tudo, leitores dos livros, uma vez que a decisão de Stannis não foi condizente com as atitudes do personagem na saga. No entanto, de acordo com o produtor executivo e roteirista David Benioff, a ideia do sacrifício de Shireen teria partido de ninguém menos do que o próprio George R. R. Martin.

No vídeo mostrando os bastidores do episódio, Benioff disse:

Na primeira vez em que George nos falou sobre isso, me lembro de ter olhada para Dan e dito algo como, ‘Ah, isso é tão horrível e tão bom para a história porque tudo se encaixa.

Desde o primeiro momento em que vimos Stannis e Melisandre sacrificando pessoas e as queimando vivas nas praias de Dragonstone. Tudo se resumiu a isso, houve tanta conversa sobre o poder do sangue de um rei e no final das contas isso levou, fatalmente, ao sacrifício de Shireen.

httpvh://www.youtube.com/watch?v=NfLScJVXBHQ
Muitos especulam que a série pode então ter dado um spoiler do livro The Winds of Winter, o qual segue sem data de publicação definida.

Seria possível que Selyse e Melisandre decidam sacrificam Shireen sem o conhecimento de Stannis?

Fonte: Tech Times

Siga Geekdama nas redes sociais!