Imagens de cair o queixo das maravilhas dos céus que só são visíveis à noite. Estes foram os melhores cliques do Concurso Internacional de Fotografia da Terra e Céus.

O concurso, que está em sua terceira edição anual, é organizado pelo grupo de astrofotógrafos “The World at Night” (TWAN) que tenta chamar a atenção para a importância de céus limpos, sem iluminação. São premiadas as fotos que mostram a Terra e os céus em todo seu esplendor. Babak Tafreshi, diretor do TWAN comenta:

É incrível o número de inscritos por todo o mundo. Isso mostra como as pessoas estão cada vez mais interessadas no céu noturno e em fotografá-lo, o que nos deixa muito satisfeitos.

O concurso contou com mais de 700 inscritos, de todas as idades e de várias partes do mundo. Os vencedores foram escolhidos a partir de dois critérios: “Beleza do céu noturno” e “Contra as luzes”.

O primeiro critério leva em consideração a beleza dos céus. O segundo tenta destacar o problema da poluição luminosa, ou seja, o excesso de luz artificial das cidades que não apenas desperdiça energia e abala ecossistemas, mas também se sobressai ao brilho das estrelas que chegam até nós.

O vencedor da categoria beleza foi Stephane Vetter, da França, que capturou uma panorâmica em março de 2013 da aurora boreal e da Via Láctea acima das “Cachoeiras Divinas”, na Islândia. E o vencedor da segunda categoria foi Andreas Max Böckle, da Áustria, pela sua foto mostrando a constelação de Órion brilhando ao fundo, acima da luminosa cidade de Salzburg, com os majestosos alpes no horizonte.

Entre os outros vencedores estão uma incrível visão das estrelas acima do Lago Canyon, em Arizona, feita por Zach Grether, dos Estados Unidos, e uma foto da Via Láctea brilhando nos céus do Oceano Índico, feita por Luc Perrot.

Os organizadores destacam que o concurso visa homenagear fotografias que mostrem a beleza verdadeira da natureza, com edições mínimas na imagem.

Várias imagens com excelentes composições e ideias são descartadas devido à edições mal-feitas e excesso de técnicas que acabam alterando as cores naturais do céu noturno. Apesar da edição da imagem ser essencial em qualquer estilo de fotografia, principalmente quando se está lidando com cenários de pouca luminosidade, as regras do concurso deixam claro que as edições devem ser ‘superficiais’, para que as fotos sejam o mais naturais possível.

O concurso premiou os vencedores com vários equipamentos de fotografia, binóculos e ferramentas para análise dos céus. Confira os vencedores:

 

A Via Láctea e Aurora Boreal acima da "Cachoeira dos Deuses", na Islândia. Foto por Stephane Vetter, da França.
A Via Láctea e Aurora Boreal acima da “Cachoeira dos Deuses”, na Islândia. Foto por Stephane Vetter, da França. Clique na imagem para ampliá-la.
Estrelas acima de Salzburg, na Áustria. Foto por Andreas Max Böckle, vencedor na categoria "Contra as Luzes".
Estrelas acima de Salzburg, na Áustria. Foto por Andreas Max Böckle, vencedor na categoria “Contra as Luzes”. Clique na imagem para ampliá-la.
10 incríveis fotos do céu noturno
“Destinos Cruzados”. A Via Láctea sobre a Ilha da Reunião, no Oceano Índico. Foto por Luc Perrot, da França. Clique na imagem para ampliá-la.
Estrelas ao amanhecer no Lago Canyon, no Arizona, EUA. Foto por Zach Grether.
Estrelas ao amanhecer no Lago Canyon, no Arizona, EUA. Foto por Zach Grether. Clique na imagem para ampliá-la.
"Meteoro Mágico". Aurora e cometa nos céus de Manitoba, Canadá. Foto por Shannon Bileski.
“Meteoro Mágico”. Aurora e cometa nos céus de Manitoba, Canadá. Foto por Shannon Bileski. Clique na imagem para ampliá-la.
A Via Láctea sobre os Alpes, durante o festival do solstício em Tyrol, Áustria. Foto por Norbert Span.
A Via Láctea sobre os Alpes, durante o festival do solstício em Tyrol, Áustria. Foto por Norbert Span. Clique na imagem para ampliá-la.
"Tempestade Solar". Aurora Boreal nos céus ao norte da Noruega. Foto por Fredrik Broms.
“Tempestade Solar”. Aurora Boreal nos céus ao norte da Noruega. Foto por Fredrik Broms. Clique na imagem para ampliá-la.
"Ponte ligando a Terra com os céus", no Arizona. Foto por Zach Grether.
“Ponte ligando a Terra com os céus”, no Arizona. Foto por Zach Grether. Clique na imagem para ampliá-la.
Eclipse solar total de 14 de novembro de 2012 em Queensland, Austrália. Foto por Geoff Sims.
Eclipse solar total de 14 de novembro de 2012 em Queensland, Austrália. Foto por Geoff Sims. Clique na imagem para ampliá-la.
Rastro das estrelas acima da Ponte Golden Gate, na Califórnia. Apesar do brilho intenso da ponte, a câmera pôde captar algumas das estrelas mais brilhantes. Nossos olhos não têm a mesma sorte, devido à poluição luminosa das cidades.
Rastro das estrelas acima da Ponte Golden Gate, na Califórnia. Apesar do brilho intenso da ponte, a câmera pôde captar algumas das estrelas mais brilhantes. Nossos olhos não têm a mesma sorte, devido à poluição luminosa das cidades. Foto por Rick Whitacre. Clique na imagem para ampliá-la.

Você tinha noção que havia tanta beleza assim todas as noites?

Siga Geekdama nas redes sociais!