Um caso terrível em North Melbourne, na Austrália nos alerta sobre os perigos de se “forçar ideologias” em animais de estimação.

A veterinária Leanne Pinfold relata que um gato foi levado ao Hospital Veterinário Lort Smith, onde ela fazia plantão por um casal de praticantes do veganismo, uma filosofia na qual seus adeptos evitam o consumo e todo e qualquer produto de origem animal, incluindo laticínios.

Pinfold disse que o gato estava sob uma dieta a base de batata, leite de arroz e massa que o deixou criticamente doente: “Ele estava desacordado e extremamente fraco. Quase sem sinais vitais.”

O bichinho de estimação recebeu soro por uma sonda, foi colocado em um cobertor aquecido e alimentado com carne. Após uma intenção de três dias, seus donos foram instruídos a alimentá-lo apropriadamente.

De acordo com a veterinária, gatos são carnívoros por natureza e precisam das proteínas da carne para sobreviver e que pessoas que não querem que seus bichos de estimação consumam alimentos de origem animal devem optar por herbívoros, como coelhos.

“Bons tratos com os animais incluem oferecer uma dieta apropriada para sua espécie”, disse a veterinária. “Você não pode forçar sua ideologia em um gato.”

“Carnívoros vão procurar carne e seu gato provavelmente começará a caçar animais da região se você privá-lo de carne.”
Fonte: Daily Telegraph

Siga Geekdama nas redes sociais!