Adam Wingard, diretor da adaptação americana live-action de Death Note, revelou em seu Twitter que o escritório da produção do filme foi invadido e roubado.

Escritório de Death Note foi roubado ontem a noite. Deixaram um bilhete escrito ‘Eu Estive Aqui’.

https://twitter.com/AdamWingard/status/822574538022154241

https://twitter.com/AdamWingard/status/822583862907781121

De acordo com Wingard, foi levado um drive contendo cenas de efeitos especiais, além de pasta com informações bancárias.

Baseado no mangá homônimo de Tsugumi Ohba e Takeshi Obata, Death Note mostra a história de Light, um aluno de ensino médio que se depara com um caderno sobrenatural que lhe dá a habilidade de matar qualquer pessoa, desde que saiba seu nome e seu rosto.

Light decide usar esse poder para livrar o mundo de malfeitores, porém se deixa dominar por um verdadeiro “complexo de deus” e é antagonizado pelo misterioso detetive “L”, que acredita que Light é apenas um criminoso comum.

Death Note está sendo dirigido por Adam Wingard, diretor do episódio piloto da série Outcast, além de filmes como The Guest e Você é o Próximo e, mais recentemente, Bruxa de Blair. 

O elenco conta com Nat Wolff (Light Turner), Keith Stanfield (L), Willem Dafoe (Ryuk), Margaret Qualley (Mia Sutton), Paul Nakauchi (Watari), Shea Whigham (James Turner) e Masi Oka.

O filme irá estrear internacionalmente na Netflix em 2017.

Siga Geekdama nas redes sociais!