Durante uma cerimônia de comemoração dos 20 anos de One Piece, foi anunciado que o mangá será adaptado em uma série americana live-action, a ser supervisionada por Marty Adelstein, produtor executivo de Prison Break e Teen Wolf.

Adaptações hollywoodianas de mangás e animes geralmente são recebidas com ceticismo, especialmente com filmes controversos como Dragon Ball Evolution, Ghost in a Shell e Death Note.

Além da fidelidade à obra original, outra preocupação dos fãs é a qualidade da série, uma vez que recriar o universo de One Piece demandaria dispendiosos efeitos especiais.

Em nota à imprensa, Adelstein se mostrou confiante em relação à este aspecto, informando que One Piece pode ser uma das produções televisivas mais caras jamais feitas.

A declaração do produtor é bastante ambiciosa, considerando os custos de séries como Sense8, da Netflix (US$ 9 milhões por episódio) ou Game of Thrones, da HBO (entre US$ 6 milhões e US$ 10 milhões por episódio).

Sense8 foi recentemente cancelada pelo baixo retorno em relação aos custos de produção, enquanto Game of Thrones é uma das séries mais bem sucedidas da história, batendo recordes de audiência a cada temporada.

Eiichiro Oda, criador de One Piece, declarou que a ideia de transformar seu mangá em um live-action tem sido negociado a três anos e pediu aos seus leitores que deem um voto de confiança ao projeto, afirmando que “nunca trairia os fãs que o apoiaram por 20 anos.”

O projeto ainda não foi vendido para nenhum estúdio ou série de TV, portanto One Piece segue sem previsão de estreia.

Fonte

Siga Geekdama nas redes sociais!