Um funcionário de escritório de 39 anos foi preso no dia 11 de junho na província de Oita, no Japão, por suspeita de infração de direitos autorais.

O suspeito é acusado de usar o Cabos, um software de P2P, para compartilhar episódios de diversos animes, incluindo One Piece, sem autorização dos detentores dos direitos autorais em dezembro de 2013.

O ato foi descoberto pela polícia de crimes cibernéticos da província e o suspeito admitiu a culpa. “Eu sabia que era ilegal, eu só queria compartilhar meus animes favoritos com os outros”.

Nos Estados Unidos e alguns país europeus e latinos, como o Brasil, é possível assistir animes legalmente através de serviços de streaming similares ao Netflix, como o Hulu e o Crunchyroll. Porém, atualmente no Japão só é possível assistir episódios de alguns animes populares, como One Piece e Ataque dos Titãs, na TV ou em DVD e Blu-ray. Ou seja, os fãs japoneses não têm muitas opções oficiais para assistir online.

Desde outubro de 2012 o governo japonês adotou uma postura bastante rígida para coibir downloads ilegais, aplicando penas que variam de multas de até 2 milhões de ienes (cerca de R$ 43,8 mil) a detenção de até dois anos.

Fonte: Crunchyroll

 

Siga Geekdama nas redes sociais!