Informações do Episódio

Título: O Terceiro! Surge o Ninja Raizo da Névoa!
Direção: Yoshihiro Ueda
Arte
: Tetsuya Endō
Animação: Masayuki Takagi
Roteiro: Hitoshi Tanaka

Capítulo do Mangá: 817

Sinopse oficial: Uma misteriosa sombra na noite escura corre com passos ritmados! Furtivamente, ele lança estrelas de 8 pontas e corta o mal com sua espada curta! Realizando o sonho de todo garoto de ser ninja, Raizo finalmente se revela!

one-piece-episodio-768-4-minks

Depois de um episódio com arte e animação acima da média de One Piece, durante a revelação dos profundos laços de amizade entre Wano e Zou, lamentavelmente, tivemos um involução esta semana.

A queda acentuada na qualidade da animação começa logo após a breve aparição de Jack, com uma série de enquadramentos que mais parece um slideshow no Power Point, principalmente nas reações dos Minks à discussão entre Inuarashi e Nekomamushi, o acabou dando um tom de ridículo às cenas, as quais tinham o importante dever de acentuar a tensão entre os governantes de Zou.

Infelizmente, isso continua no decorrer do episódio, com um momento particularmente ruim na sequência preguiçosa de animação durante a descida ao esconderijo de Raizo.

one-piece-episodio-768-3-nekomamushi-inuarashi

A rivalidade de Nekomamushi e Inuarashi foi retratada através de interações muito semelhantes às picuinhas corriqueiras entre outros personagens, tais como Zoro vs Sanji e Bartolomeo vs Cavendish, repletas de encaradas, apelidos e menosprezo quase pueril, o que pode até render momentos engraçados, mas acaba tendo um ar um tanto repetitivo pelo uso recorrente.

Aparentemente, os dois têm motivos bem mais sérios do que “acho sua sobrancelha ridícula” e “falou mal do meu senpai” para não se darem bem, portanto as intrigas entre Nekomamushi e Inuarashi talvez pudessem ter sido externadas de outra forma.

one-piece-episodio-768-5-nekomamushi-kanjuro-momonosuke-inuarashi-kinemon

Temos então a revelação da verdadeira origem de Momonosuke, o que promete levar ao desvelo de acontecimentos cruciais para a realização do grande sonho de Luffy.

Porém, fica um pergunta em relação às decisões de Oda como autor: o fato de Kin’emon não ser o verdadeiro pai de Momonosuke só foi decidido após os personagens já terem sido introduzidos na história para apresentar elementos que ajudem na conclusão de One Piece no futuro ou Oda já havia planejado isso desde o início?

Interessante notar como One Piece tem poucas relações saudáveis entre filhos e seus pais ou mães biológicos. Vários personagens de destaque têm pais mortos ou relapsos e foram criados, adotados ou influenciados por outras figuras paternas ou maternas. Luffy e Dadan, Nami e Bell-mère, Sanji e Zeff, Chopper e Hiluluk, Franky e Tom, Law e Corazon, são alguns exemplos.

Kin’emon, ao lado de outros como Nefertari Cobra e Kyros, teria sido um dos poucos pais biológicos vivos a se envolverem ativamente na proteção e bem-estar de seus filhos, caso Oda não tivesse decidido tornar Momonosuke herdeiro de Wano. Esse tipo de relação paternal representa alguma convicção de Oda sobre o conceito de família ou seria apenas um resultado do hábito do criador de One Piece repetir alguns recursos narrativos com frequência?

De modo geral, o episódio teve um andamento bastante arrastado, cobrindo os eventos de pouco mais da metade de um capítulo do mangá e deixando a aparição do personagem destacado no título para os dois minutos finais.

Aliás, a decepção de Luffy, Usopp, Chopper e Franky ao se depararem com Raizo depois de criarem tantas expectativas para ver um ninja rendeu o melhor momento do episódio.

O próximo episódio irá conter informações absolutamente vitais para o desenvolvimento da trama principal de One Piece, então nos resta esperar que a Toei faça jus à sua importância.

One Piece é disponibilizado oficialmente no Brasil pela Crunchyroll aos domingos.

Siga Geekdama nas redes sociais!