A AMC não está dando o braço a torcer no processo judicial movido por Frank Darabont sobre os rendimentos. A emissora respondeu à acusação do criador da série baseada nos quadrinhos de Robert Kirkman e emitiu uma nota anunciando que vai defender seus interesses na justiça.

“AMC Networks já emitiu sua resposta inicial ao processo judicial movido por Darabont. Ansiamos por demonstrar através do processo legal que esse é um pleito sem fundamento baseado em alegações sem qualquer mérito.”, disse a emissora em nota ao site The Hollywood Reporter.

Darabont e seus agentes alegam que a AMC lhes deve dezenas de milhões de dólares devido a uma manobra feita emissora, licenciando a distribuição da série para uma entidade afiliada através de uma integração vertical.

Isso permitiu à AMC usar um índice alternativo (que está sempre em déficit) para calcular os rendimentos devidos à Darabont. De acordo com o processo movido contra a emissora, dois anos após a estreia de The Walking Dead, a AMC alega que a série possui um déficit de US$ 49 milhões.

“Por causa da formula imprópria e ultrajante usada pela AMC, os dividendos que cabem à Darabont podem estar sempre em déficit a despeito do quão durável e bem-sucedida a série seja”, consta o processo.

A AMC nega categoricamente essas alegações e afirma que não vai mitigar quaisquer danos, pois as acusações não teriam respaldo de acordo com o contrato assinado entre as partes e os reclamantes provavelmente estariam agindo de má fé.

Fonte: The Hollywood Reporter

Siga Geekdama nas redes sociais!