Alicia, a última sobrevivente da família Clark em Fear The Walking Dead, pode estar com seus dias contados.

Em Still Standing, o 7º episódio da 5ª temporada do spin-off, Alicia arrisca sua vida para resgatar Annie, Max, Dylan e as demais crianças do acampamento quando elas são cercadas por uma horda de zumbis.

Enquanto enfrenta a horda sozinha, o sangue de um zumbi radioativo espirra por todo seu rosto.

Conforme alertado por Grace (Karen David), que está dedicando seus últimos dias de vida para impedir um desastre em uma usina nuclear, o contato direto com os mortos-vivos radioativos, os quais são identificados por dosímetro no pescoço, pode ser fatal.

Em entrevista ao EW, os showrunners Andrew Chambliss e Ian Goldberg, insinuam que Alicia não sairá incólume do incidente.

Se há algo que aprendemos no decorrer da 5ª temporada é que qualquer exposição ao sangue contaminado pode ser perigoso. Grace deixou claro no momento em que se deparou com Alicia e Morgan no segundo episódio. Vimos em primeira mão os efeitos devastadores que a exposição pode causar – tanto emocionalmente em Grace quanto nos trabalhadores falecidos da usina onde ela trabalhava.

Todo aquele sangue contaminado em Alicia certamente a coloca em muito risco e perigo. Isso não quer dizer que ela esteja no mesmo nível de exposição das pessoas da usina, ou mesmo a Grace, mas definitivamente há motivos para se preocupar.

Chambliss e Goldberg afirmam que este foi um momento significativo da jornada emocional de Alicia na primeira parte desta temporada.

Esta não é a primeira vez que vemos Alicia de cara a cara com zumbis contaminados com radiação nuclear. Ela se deparou com eles na queda de avião no segundo episódio quando ela e Morgan estavam procurando Al.

A trama de Alicia nesta temporada tem sido sobre se tornar uma protetora para o grupo e o que ela está disposta a fazer para proteger as pessoas que ama – mesmo que isso coloque sua própria vida em risco. A diferença nela entre o segundo e o sétimo episódio é que ela dá atenção ao conselho de Morgan. Ela se abre, se tornando emocionalmente vulnerável. É por isso que ela teve que fazer aquilo para que as crianças confiassem nela e saíssem da cada na árvore.

Testemunhamos como ela cresceu e evoluiu para além do seu papel de protetora. Ela criou laços com as pessoas ao seu redor. Isso faz com que o momento em que ela vê o dosímetro no pescoço daquele zumbi seja ainda mais devastador.

Leia também

Quais são suas expectativas para o desenvolvimento de Alicia na 5ª temporada de The Walking Dead?

Deixe sua opinião nos comentários!

Fonte CB

Siga Geekdama - The Walking Dead Brasil nas redes sociais!