A jornada de Rick Grimes em The Walking Dead chegou ao fim com a 9ª temporada, quando o xerife foi capturado pelo CRM, o grupo do helicóptero, para nunca mais voltar.

Nos bastidores, o motivo foi a decisão do próprio ator, Andrew Lincoln, em encerrar sua participação na série.

Mas agora, dois anos depois de sua saída, Lincoln admitiu ter se arrependido da decisão, em tom de brincadeira.

O desabafo veio neste domingo (20), durante um painel virtual feito pelos atores de The Walking Dead para apoiar Raphael Warnock e Jon Ossoff, políticos do partido Democrata que disputam o segundo turno do senado pelo estado.

Eu não sabia como era o Sul [dos Estados Unidos]. Eu nunca tinha ido ao Sul. E quando eu fui para Georgia [estado onde as gravações de TWD são feitas], eu fiquei apaixonado por esta cidade extraordinária.

Viver e trabalhar na Georgia foi extraordinário… é o lugar mais progressivo que eu já estive na minha vida e isso foi 12 anos atrás.

Andrew Lincoln nos bastidores do último episódio de Rick em The Walking Dead.

A conexão que eu tinha com o lugar e com as pessoas… Agora o Arthur, meu filho de 10 anos, não me deixa pegar um trabalho a menos que seja na Georgia (risos).

Eu voltei para casa por causa dos meus filhos e agora eles já estão de saco cheio de mim. Queria nunca ter saído. Foi uma decisão terrível (risos).

A história de Rick Grimes será contada nos filmes de The Walking Dead, que seguem sem previsão de estreia.


Você acha que Andrew Lincoln ficou realmente arrependido por ter saído de The Walking Dead?

Fonte CB

Siga Geekdama - The Walking Dead Brasil nas redes sociais!