Após uma longa batalha judicial iniciada em 2013, Frank Darabont, o idealizador da adaptação de The Walking Dead para a TV, finalmente ganhou sua causa contra a AMC.

De acordo com o processo apresentado por Darabont e sua agência, a CAA, a AMC teria usado uma manobra de contabilidade duvidosa para calcular os lucros líquidos provenientes da franquia The Walking Dead, evitando assim a repassar ao cineasta os rendimentos que lhe seriam devidos como criador da série.

O acordo prevê um pagamento em dinheiro de US$ 200 milhões (cerca de R$ 1 bilhão e 23 milhões) além de rendimentos relacionados à receita futura gerada por streaming de The Walking Dead e Fear The Walking Dead.

A AMC ainda enfrenta processos semelhantes de outros produtores envolvidos no desenvolvimento da série, incluindo uma ação movida por Robert Kirkman, o criador das HQs em que a série se baseia.

Em julho de 2021, Kirkman amargou uma derrota em um processo conjunto com três ex-produtores executivos da série (Gale Anne HurdGlen Mazzara e David Alpert) contra a AMC.

No entanto, outra ação envolvendo somente Kirkman, será julgada em novembro deste ano.

Fonte THR

Siga Geekdama - The Walking Dead Brasil nas redes sociais!