Robert Kirkman encerrou inesperadamente os quadrinhos de The Walking Dead na edição 193.

Porém, mesmo com o fim do material que originou a adaptação para TV, a AMC revelou que pretende dar continuidade à série por tempo indeterminado.

Durante um painel na San Diego Comic-Con, a showrunner Angela Kang reafirmou que ainda há muitas histórias a serem contadas e agradeceu a Kirkman por criar um universo com tantas possibilidades.

Uma coisa que acho muito gratificante em se trabalhar na série por todos esses anos é que ela tem um efeito borboleta. As coisas na série não são as mesmas das HQs, então há a criação de linhas narrativas que não existem nos quadrinhos.

Há personagens, como a Carol, que morreram faz tempo nas HQs. Daryl não existe. Michonne é quase como a Andrea. Por isso há todos esses caminhos próprios da série além dos que Kirkman criou.

Temos que trabalhar nisso a cada temporada, e também sempre pensar a longo prazo. Então acho que podemos resumir que ainda há muita história para contar.

A produtora Gale Anne Hurd reforçou as afirmações de Kang ao salientar a liberdade temporal da adaptação.

E uma coisa ótima sobre a série de TV é que podemos tanto fazer um salto temporal de alguns anos quanto mostrar o que se passou durante a passagem de tempo. Acho que será uma questão de grandes decisões a serem tomadas, mas acho que temos um ótimo plano de ação.

A final da 9ª temporada adaptou a edição 144, a qual termina com Rick contemplando o oceano de mortos controlado por Alpha. Após o fim do conflito contra os Sussurradores, inicia-se Commonwealth, o último arco dos quadrinhos.

O que você gostaria de ver na série após o término das tramas de Kirkman?

The Walking Dead retorna em 6 de outubro.

Leia também:

Fonte CB

Siga Geekdama - The Walking Dead Brasil nas redes sociais!