Na versão de The Walking Dead para TV são realizadas várias alterações em relação aos quadrinhos em que a série se baseia.

Embora Robert Kirkman, autor das HQs e produtor executivo da série, geralmente apoie publicamente a maioria das adaptações, ele revelou durante um painel na New York Comic Con que insistiu várias vezes para que o destino original da pequena Judith fosse mantido, porém sem sucesso.

Tentei matar aquele maldito bebê, que agora nem é mais um bebê – eu propus a morte de Judith tantas vezes que até perdeu a graça.

Originalmente, Judith Grimes teve uma morte brutal na edição #48 das HQs. Enquanto tentava escapar com a bebê no colo durante a invasão do Governador à prisão, Lori levou um tiro de Lilly Caul, uma das moradoras de Woodbury. Mãe e filha não sobreviveram.

Na 4ª temporada da série, Judith chegou a ser dada como morta por Rick e Carl quando seu berço foi encontrado ensanguentado durante a invasão à prisão.

Porém depois descobrimos que a garota havia sido resgatada por Tyresse, que pôde devolvê-la em segurança para sua família.

No entanto, Kirkman admite que a decisão dos demais produtores de poupar a vida de Judith fará a diferença na 9ª temporada.

Posso dizer que quando vocês verem a 9ª temporada vão ficar felizes por ninguém ter me dado ouvidos. Algumas coisas bem legais vem por aí relacionadas à Judith. Judith é uma personagem bem divertida.

É legal ter crianças por aí durante um apocalipse. E eu estava errado em tentar matá-la desde a terceira temporada.

David Alpert, produtor executivo da série, falou em entrevista ao The Huffington Post sobre o potencial de Judith a ser explorado, especialmente após a morte prematura de Carl.

Eu costumava dizer que Carl cresceria e seus filhos e netos dominariam tudo, mas obviamente não será mais assim. Mas Judith é uma pequena guerreira. Acho possível que ela cresça e lidere o grupo todo.

Acha que seria melhor Judith ter morrido como nas HQs ou prefere a adaptação da série?

Deixe sua opinião nos comentários!

Fonte CB

Siga Geekdama nas redes sociais!