Vimos que Beta (Ryan Hurst) invadiu completamente Alexandria com sua horda logo no começo do 15º episódio da 10ª temporada de The Walking Dead (S10E15 – “The Tower”).

Mas ao chegar lá a comunidade já estava vazia. Inconformado, Beta começou a direcionar a horda para o local mais provável para onde eles teriam fugido, Oceanside.

Beta percebeu que não seria tão simples assim, que os sobreviventes eram mais inteligentes que isso. E então, para o espanto de Aaron (Ross Marquand) e Alden (Callan McAuliffe) que os observavam de longe, ele fez um novo redirecionamento da horda, desta vez para o local onde todos estavam, o hospital abandonado.

Mas como Beta deduziu tão facilmente onde o povo de Alexandria estava escondido?

A dica que Beta precisava foi apenas um gato que passou pela sua frente. Mas não foi uma pista solta. Ao longo do episódio toda essa questão foi sendo sutilmente desenvolvida.

O prédio dos gatos

Logo no início do episódio, ao mostrar os sobreviventes se organizando no prédio, Carol Peletier (Melissa McBride) menciona para Magna (Nadia Hilker) que “estavam mantendo os gatos longe”.

Mais tarde Judith (Cailey Fleming) viu Lydia (Cassady McClincy) brincando com um gato e disse que “achava que todos eles haviam fugido”.

A partir destes dois breves diálogos, podemos concluir que o prédio abandonado virou um abrigo para vários gatos abandonados.

Em sua loucura, Beta estava “ouvindo os conselhos” de sua horda, que pediam para que ele tivesse fé, paciência e observasse tudo. Com isso ele conseguiu se atentar a este detalhe e deduzir o esconderijo dos sobreviventes.


O que você achou de toda essa trama com os gatos no hospital? Achou forçada a dedução de Beta?

Siga Geekdama - The Walking Dead Brasil nas redes sociais!