O autor George R. R. Martin sempre entendeu a necessidade da HBO fazer mudanças e cortar personagens na adaptação para a TV de As Crônicas de Gelo e Fogo:

Meus livros tem um elenco de milhares, então por razões práticas eles tiveram que cortar ou adaptar muitos personagens.

Ainda assim, o autor admite que há alguns personagens que ele gostaria de ter em Game of Thrones.

Belwas, o Forte, que era parte da comitiva de Dany. Eu entendo porque ele foi cortado, mas meio que sinto falta dele. Nos livros, o guerreiro eunuco é um ex-lutador que se junta à Daenerys em Qarth. Alguns acontecimentos da história de Belwas foram incorporados à Daarios na série, que teoricamente é mais relevante na trajetória de Daenerys.

Outro personagem de quem Martin sente falta é Jeyne Poole, uma amiga de Sansa que acompanha a família Stark a Porto Real e depois se casa com Ramsay Bolton se passando por Arya.

Ela era um personagem menor no primeiro livro, aí desaparece e então – boom – lá está ela no quinto livro de maneira relevante.

O enredo do casamento com Ramsay foi dado à Sansa na série, causando uma grande controvérsia entre leitores e espectadores sobre a cena de estupro da personagem.

E na família Tyrell, Loras não é o filho mais velho nos livros. Há dois irmãos mais velhos, Willas e Garlan. Eu não os escrevi a toa, eles têm papeis a cumprir nos últimos dois livros e não apareceram na série. Eu disse desde o início que eu gostaria de ter mais tempo, mas os showrunners [David Benioff and Dan Weiss] já trabalham 24 por dia, 7 dias por semana, 12 meses por ano.

E então, é claro, tem uma das personagens cuja ausência foi mais comentada pelos leitores: Senhora Coração de Pedra, a versão ressurreta e vingativa de Catelyn Stark.

Enquanto os produtores não comentaram nada sobre a personagem, o diretor Alex Graves afirmou que incluir Coração de Pedra nunca esteve nos planos da série. Enquanto alguns fãs adoram a ideia de um pouco de vingança pelas sucessivas tragédias ocorridas aos Starks, o fato é que, até o momento, a personagem não teve um impacto muito significativo na trama principal dos livros.

Martin comenta que ele tem sim planos para a personagem.

A Senhora Coração de Pedra tem sim uma função nos livros. Sobre ela ser interessante o bastante… eu acho que é, ou então eu não a teria colocado na história. Uma das coisas que eu gostaria de mostrar com ela é que a morte que ela sofreu muda a pessoa.

Já comentei sobre Gandalf [em O Senhor dos Aneis] e como o impacto da morte dele foi enorme. Quando eu era um garoto de 12 anos lendo A Sociedade do Anel e ‘Fujam, seus tolos!’ e caiu no abismo… foi ‘P… merda! [J.R.R. Tolkien] matou o mago! Esse era o cara que sabia de tudo. Como eles irão destruir o anel sem ele?’ E agora as ‘crianças’ têm que crescer porque seu ‘pai’ está morto. Se Gandalf morreu, qualquer um poderia morrer. E então apenas alguns capítulos depois Boromir morre. Aquelas duas mortes deixaram em mim uma sensação de que qualquer um poderia morrer. Naquela altura eu estava esperando [Tolkien] eliminar os membros da Comitiva do Anel um por um. E então também achamos que Frodo havia morrido em As Duas Torres quando Shelob o picou. Eu realmente acreditei naquilo, pois aquelas outras mortes fizeram isso parecer possível. Mas então, é claro, ele trouxe Gandalf de volta. Ele está um pouco estranho no começo, mas basicamente ele é o mesmo velho Gadals. Eu gostei do impacto que sofremos quando ele se foi.

No entanto, Martin explica que as coisas são um pouco diferentes em sua obra.

A Senhora Coração de Pedra não é a Catelyn. Tentei pavimentar caminho para isso de antemão com Beric Dondarrion e suas repetidas ressurreições.

Qual personagem dos livros você mais sente falta na série?
Deixe sua opinião nos comentários!

Fonte: EW

Siga Geekdama nas redes sociais!